Blog

As mulheres da Indústria AV na America Latina

Da mesma forma como a indústria audiovisual na América Latina e no Brasil estão crescendo, a presença das mulheres na mesma tem aumentado. Por essa razão, a InfoComm International tem trabalhado pelo fortalecimento e desenvolvimento das mulheres através da Rede das Mulheres da InfoComm (“WIN ” Women of InfoComm Network).

Na América Latina, este trabalho começou em 2014 e podemos dizer que a resposta das mulheres na indústria cada vez melhor.

No Méico temos tido o apoio de várias mulheres destacadas da indústria, que têm trabalhado para reunir nesta rede todas as mulheres que estão envolvidas no setor, seja do campo comercial, técnico ou administrativo. E na Colombia, o trabalho começou de forma incipiente em 2014, mas em 2015, 48 mulheres se juntaram a na criação da Rede, para compartilhar desafios e experiências de seu trabalho.

No Brasil tivemos neste ano de 2016 a reunião das mulheres, com a participação de 21 participantes, que trocaram idéias sobre algumas questões relacionadas com a presença e atuação das mulheres na indústria audiovisual.

FullSizeRender

Para conhecer o trabalho das mulheres no setor, falamos com Daniele Cristina Belini, executiva e sócia/proprietária da Focus Audiovisual.

Em 1998 Daniele começou como Executiva de Contas em uma empresa do segmento, a qual não existe mais atualmente. Estava recém formada e trabalhando como Trainee em uma multinacional, quando teve a oportunidade de participar de um processo seletivo, que culminou na sua contratação e lhe fez ingressar neste segmento.

Para ela os avanços tecnológicos constantes são os que lhe motivam a estar sempre atualizada para oferecer aos clientes a melhor solução para seus eventos. “Não existe um evento igual ao outro e é este dinamismo que me atrai para esta indústria”.

Em sua posição atual, Daniele atua diretamente na captação de novos clientes, envolvida em projetos de médio e grande porte, trazendo um atendimento diferenciado e soluções inteligentes aos clientes. “Sempre atuei junto ao cliente, no atendimento, e é isso que me realiza tanto”.

Para ela o maior desafio na indústria Áudio visual é que ainda é muito pouco profissionalizada, tanto no que diz respeito à administração e estruturação das empresas, quanto a  mão de obra qualificada e especializada para execução dos serviços contratados.

“São poucas opções de cursos profissionalizantes especializados nesta Área e os profissionais devem ser treinados pelas próprias empresas. Por isso, sua empresa realiza treinamentos constantes em todas as áreas a fim de manter uma equipe qualificada e atualizada para as novas tecnologias e tendências”.

Sua empresa conta com diversos profissionais que participaram dos cursos da InfoComm e que possuem o certificado InfoComm RAVT ” Reconhecimento Técnico AV InfoComm.

Matéria publicada no site:http://goo.gl/XXiZmE